Plano da FGV rejeitado integralmente pelos professores da rede municipal de Barueri

16 de outubro de 2015 at 1:33 am Deixe um comentário

Fonte: Jornal da Rede – Siproem

O Plano de Carreira elaborado pela Fundação Getulio Vargas ( FGV ), encomendado pela Prefeitura Municipal de Barueri tem a finalidade de atender o Plano Nacional de Educação ( PNE ). A prefeitura contratou a FGV, a mesma fundação que elaborou o plano de carreira de outras cidades que serviu apenas para prejudicar a categoria. Foi necessário muita luta e trabalho para convencer as prefeiturasda necessidade de mudar os planos de carreira , pois o que apresentado pela FGV não foi bom nem para a administração.

O prefeito Gil Arantes pagou uma fortuna por um plano que o Sindicato faria de graça. O SIPROEM – Sindicato dos Professores das Escolas Municipais de Barueri e Região Filiado a Intersindical Central da Classe Trabalhadora propôs um plano alternativo que deveria. pelo menos ser levado em consideração pela FGV. Porém as propostas, principalmente sobre a evolução funcional foram ignoradas pela FGV.

A história de plenárias para discutir o plano de carreira é um artifício utilizado pela fundação para se eximir dos transtornos que virão e justificar o valor cobrado pelo “ desserviço”  prestado para a municipalidade e aos professores. Na verdade tudo que foi feito até agora pela FGV não traduz os anseios dos professores, que buscam garantir seus direitos e elevar a qualidade do ensino no município que está jogado às traças. O prefeito de Barueri contratou a FGV a peso de ouro com a missão de elaborar um documento que sirva somente aos interesses da administração. Nos municipios em que essa empresa atuou houve achatamento salarial, sucateamento das escolas , não houve evolução profissional e, pior, aumento do assédio moral. Se o assédio moral já é uma realidade em nossas escolas, imaginem como será depois de aprovada a Lei. por tudo isso, devemos ejeitar integralmente esse plano de carreira.

O fato é que a FGV depois de receber seu dinheiro vai embora, deixando para trás todos os problemas que o seu “trabalho” acarretará à categoria. O SIPROEM sequer é recebido pelo prefeito, daí a dificuldade de expor o ponto de vista do sindicato. Devido à intransigência da administração teremos que ir às ruas e dizer NÃO a esse governo que tenta através dessa lei tomar para si o destino de nossas vidas. Da forma como está posto não haverá progressão para a maioria dos professores e aumento de salários , pode esquecer! Se hoje o prefeito Gil Arantes não repõe sequer a inflação, como será com o plano de carreira em vigor?

Dia 15 de Outubro – DIA DOS PROFESSORES SERÁ NA RUA!

O SIPROEM – Sindicato dos Professores das Escolas Municipais de Barueri e Região Filiado a Intersindical Central da Classe Trabalhadora    realizou no dia 15 de Outubro um ato assembléia em frente a prefeitura para comemorar o dia dos professores e professoras e também para protestar  contra a administração do prefeito Gil Arantes do DEM pelo descaso  na educação da cidade de Barueri.

Contou com a presença dos professores e professoras e com o grupo de jovens ARTE NA LATA que se apresentou com sua arte na lata  e depois o presidente do Siproem Ademir Segura iniciou a assembléia falando do plano de carreira e de como a administração do prefeito trata a educação na cidade de Barueri. Após várias falas da direção do Siproem e dos professores presentes, os professores sairam em caminhada pelo Centro de Barueri  para denunciar o prefeito para a população de como anda a educação na cidade e terminando com votação dos professores de realizar outras lutas na cidade.

Veja fotos do Ato – Por Carlos Roberto Kaká

Anúncios

Entry filed under: Educação. Tags: .

Fechar escolas. Como assim? Professoas e Professores da rede Municipal de Osasco aprovam a RATIFICAÇÃO DE FUNDAÇÃO DO SINPEMOR

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s

Trackback this post  |  Subscribe to the comments via RSS Feed


RSS PSOL São Paulo

  • Guilherme Boulos | Precisamos falar de justiça tributária
    Artigo publicado originalmente no site do IREE Vivemos um momento de encruzilhada. Acredito que não podemos mais fugir ou empurrar nossos problemas pra frente. A política de ajuste de Temer é a mesma que fracassa a olhos nus e se refugia no “socorro” do FMI na Argentina de Macri. É preciso apontar os problemas estruturais do […]
  • Nota pública: o Brasil diz não a Temer
    Na última semana o governo Temer completou dois anos de ataques à democracia, à soberania e aos direitos sociais. Sua agenda de retrocessos tem como alvos imediatos os direitos trabalhistas e previdenciários, o patrimônio nacional, a legislação ambiental e a capacidade de atuação do Estado, cuja soma coloca em questão os direitos da pessoa humana, […] […]
  • Projeto do PSOL na Alesp proíbe descarte de resíduos tóxicos na natureza
    A bancada do PSOL na Assembleia Legislativa de São Paulo (Alesp), composta por Carlos Giannazi, João Paulo Rillo e Raul Marcelo, apresentou nesta quarta-feira (23) projeto de lei que proíbe o descarte de resíduos tóxicos na natureza em território do Estado de São Paulo. A ideia da elaboração desta proposta de lei partiu de um […]
  • Executiva Estadual do PSOL SP aprova entrada do deputado João Paulo Rillo
    A Executiva Estadual do PSOL SP reunida neste sábado, 24.03, na sede do partido aprovou por 13 votos a 1, a entrada do Deputado Estadual João Paulo Rillo no PSOL. Nas redes sociais o deputado Rillo se manifestou em publicação com título Um Novo Caminho, no qual apresenta as razões da saída e um pouco das […]
  • Grande Ato em memória de Marielle Franco nesta terça 20.03 às 17h no Masp
    Marielle vive! Convidamos todas e todos, lutadoras e lutadores para um ato político, cultural e ecumênico na próxima terça, dia 20 de março, no vão livre do MASP – Av.Paulista, a partir das 17h. Será um dia de mobilizações nacionais, para transformar nossa dor e indignação em luta. Não podemos tolerar mais tanta violência. O […]

%d blogueiros gostam disto: