Execuções em série na Grande SP

15 de agosto de 2015 at 2:25 pm Deixe um comentário

Por: Intersindical Central da Classe trabalhadora

Chacina-001_01

Juninho, militante do Círculo Palmarino, diz que o tamanho da brutalidade de quem participou das chacinas em SP equivale ao tamanho do sentimento de impunidade.

A noite da última quinta-feira (13) ficará marcada para sempre na memória dos moradores de Osasco, Barueri e Itapevi: execuções em série, promovidas das 21h às 23h,num raio de apenas 7quilômetros, deixaram um saldo de 19 mortos e 7 feridos.

Juninho, militante do Círculo Palmarino, alerta para a tendência de a sociedade brasileira “naturalizar” as mortes que ocorrem nas periferias e sempre vincular as vítimas ao envolvimento com o tráfico de drogas ou crime organizado: “A cadeia da cultura de violência tem como pano de fundo as desigualdades econômicas e sociais e tem um alvo certeiro: os jovens, negros e periféricos”.

“É uma situação emblemática, consequência de uma estrutura de Estado que nega educação, nega saúde, nega saneamento e abre espaço para a violência. Não tenho dúvida de que o aumento da violência é consequência direta da ausência de condições de vida, por isso não podemos achar ‘natural’. O tamanho dessa brutalidade é o tamanho do sentimento de impunidade de quem fez essas ações. O Estado não pode declinar em investigar. Qualquer homicídio tem que ser investigado de forma contundente. Casos emblemáticos como esse, ainda mais”, afirma ele.

Circulo-Juninho-001_01

Juninho, do Círculo Palmarino, alerta para a tendência de a sociedade “naturalizar” as mortes que ocorrem nas periferias e sempre vincular as vítimas ao envolvimento com o tráfico de drogas ou crime organizado.

Sem mais repressão

“Temos que exigir a investigação das autoridades para garantir a cidadania sem mais repressões. Estamos ouvindo que a Rota está sitiando as periferias. Não é isso que vai dar resposta. Reprimir esses bairros ou intensificar militarmente esses territórios não vai dar sensação de segurança para a população”, afirma o militante do Círculo Palmarino.

As características da chacina levam a uma ideia de que pode ter havido retaliação à morte de dois policiais. A hipótese já foi admitida pelo secretário de segurança pública de São Paulo.

“Quem agiu com essa brutalidade tinha a certeza da impunidade e isso está atrelado à naturalização da violência contra os mais pobres e negros do país”, reforça Juninho.

Anúncios

Entry filed under: Artigo. Tags: .

Manifesto: Tomar as ruas por direitos, liberdade e democracia! O financiamento da educação em três propostas de Plano Estadual de Educação

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Trackback this post  |  Subscribe to the comments via RSS Feed


RSS PSOL São Paulo

  • PSOL ingressa com ação de inconstitucionalidade da lei anti-pichação de Doria
    PSOL INGRESSA COM AÇÃO DE INCONSTITUCIONALIDADE DA LEI ANTI-PICHAÇÃO DE DÓRIA O PSOL São Paulo ingressou na tarde desta quarta-feira, dia 08 de março, com uma Ação Direta de Inconstitucionalidade no Tribunal de Justiça de São Paulo questionando a Lei Municipal n° 16.612/2017, que instituiu o “Programa de Combate às Pichações” na capital. Aprovada pelo […] […]
  • Nota de repúdio à violência policial que reprimiu ato pacífico na USP
    O PSOL repudia a ação da Polícia Militar que reprimiu violentamente uma manifestação pacífica que ocorria hoje, dia 7 de março de 2017, em frente ao prédio da reitoria da Universidade de São Paulo (USP), em função da pauta bomba que seria discutida no Conselho Universitário (CO). Esta reunião do CO tinha como pauta aprovar […]
  • Projeto de pontos de cultura de São Carlos é interrompido unilateralmente pelo MINC: anúncio de um desmonte estadual em São Paulo
    Por Djalma Nery Com a tendência a entender cultura como entretenimento e eventos pontuais, políticas públicas processuais e de fomento prolongado a determinadas linguagens e manifestações artísticas tem se tornado cada vez mais escassas no orçamento público. As escolhas da atual gestão do Ministério da Cultura apontam para um possível desmonte de políticas p […]
  • A Máquina do Tempo
    Por Manoel Francisco Filho Aprendi com Neil deGrasse Tyson que segundo teoria de Albert Aistein seria possível uma curva no tempo e espaço em algum lugar do Universo, haveria possibilidade de proporcionar um portal para outra dimensão. Nunca fui muito bom em Física, abandonei o curso de Processo de Produção no terceiro semestre, esta ignorância […]
  • Desemprego no Brasil é maior entre negras e negros
    Por Joselicio Junior O estudo feito pelo IBGE, divulgado no último dia 23 de fevereiro, sobre a taxa de desemprego no último trimestre de 2016, demonstram como população negra é a mais atingida nos momentos de crise econômica. Segundo os dados, o ano passado fechou com uma taxa média de desemprego de 12%, porém para […]

%d blogueiros gostam disto: