Milhares vão às ruas contra a corrupção no sistema metroviário

16 de agosto de 2013 at 10:52 pm Deixe um comentário

15 de agosto de 2013
Interisndical
Acusações envolvem três governos seguidos do PSDB, inclusive o atual, de Geraldo Alkmin

1185398_615273978517655_1981188263_n

"Doutor, eu não me engano, propinoduto é coisa de tucano", cantavam em coro os 3 mil manifestantes no ato realizado nesta quarta-feira, 14. Desde que veio à tona as acusações de formação de cartel montado por diversas empresas em conluio com gestões do Governo do Estado de São Paulo, a Fenametro, Sindicato dos Metroviários, MPL, Intersindical, entre outras entidades se empenham em denunciar amplamente os desvios que chegam na casa dos R$ 425 milhões, segundo diversas reportagens.

_DSC4490 bxPartindo do Vale do Anhangabaú, onde uma bandeira gigante foi pendurada sob o viaduto, a manifestação fez passagens em três locais diretamente ligados ao escândalo: no Ministério Público Estadual, Tribunal de Contas do Estado de São Paulo e, por fim, na Secretaria dos Transportes Metropolitanos do Estado, onde representantes do Sindicato dos Metroviários, Fenametro e Ferroviários entregaram uma carta com reivindicações.

1097769_562810590449782_1227021688_oTodo o esquema teve início em 1995, ainda no Governo Mário Covas e se estendeu para seus sucessores José Serra e o governador atual, Geraldo Alckmin. Todos pertencem ao mesmo partido, PSDB. Nestes dezoito anos as empresas Siemens, de origem alemã, a francesa Alstom, a canadense Bombardier, a espanhola CAF e a japonesa Mitsui se articulavam para ganhar licitações onde, quando uma recebia o direto a se responsabilizar pelo serviço, esta mesma subcontratava as demais.

_DSC4520 bxCom a denúncia por parte da Siemens – visando se isentar de penalidades judiciais – revelou-se muitos contratos vencidos com superfaturamento de até 30% para serviços de manutenção, aquisição de novos trens e realizações de obras de expansão ferroviária.

Festa com dinheiro público e sufoco nos transportes

Durante estes dezoito anos enquanto a enorme verba foi desviada quase nada se avançou na qualidade e ampliação dos transportes públicos. Com os valores desviados com certeza a população poderia pagar valores menores nas tarifas – tendo maior proximidade com o projeto de tarifa zero –, assim como ter a integração da EMTU com o transporte municipal.

A ampliação do funcionamento e da malha da rede metroviária e ferroviária, também são alguns pontos que poderiam ter recebido avanços.

Anúncios

Entry filed under: Política. Tags: .

Comissão da Verdade A Intersindical participou da atividade no plenário na CCJ contra a PL 4330 que implementa a TERCEIRIZAÇÃO e a PRECARIZAÇÃO no trabalho

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s

Trackback this post  |  Subscribe to the comments via RSS Feed


RSS PSOL São Paulo

  • Executiva Estadual do PSOL SP aprova entrada do deputado João Paulo Rillo
    A Executiva Estadual do PSOL SP reunida neste sábado, 24.03, na sede do partido aprovou por 13 votos a 1, a entrada do Deputado Estadual João Paulo Rillo no PSOL. Nas redes sociais o deputado Rillo se manifestou em publicação com título Um Novo Caminho, no qual apresenta as razões da saída e um pouco das […]
  • Grande Ato em memória de Marielle Franco nesta terça 20.03 às 17h no Masp
    Marielle vive! Convidamos todas e todos, lutadoras e lutadores para um ato político, cultural e ecumênico na próxima terça, dia 20 de março, no vão livre do MASP – Av.Paulista, a partir das 17h. Será um dia de mobilizações nacionais, para transformar nossa dor e indignação em luta. Não podemos tolerar mais tanta violência. O […]
  • Atos em memória de Marielle Franco pelo estado de São Paulo
    A onda de mobilizações e indignação que tomou conta do Brasil desde ontem, contra o brutal e covarde execução da vereadora do Rio Marielle Franco do PSOL, que além de ser mulher negra, favelada, lésbica e mãe, também fazia de sua atuação uma trincheira de defesa dos direitos, de denúncia dos abusos policiais, da violência […]
  • PSOL SP convoca ato: contra o genocídio, Marielle presente!
    O PSOL SP está em choque com a notícia do assassinato da companheira Marielle Franco. Uma das vereadoras cariocas mais votadas, eleita em 2016, mulher, negra,moradora de favela, ativista dos Direitos Humanos, orgulho do PSOL. Lamentamos também a morte do camarada Anderson Pedro Gomes, que estava dirigindo o carro que foi brutalmente atacado. Transformaremos […]
  • Pela vida das mulheres: direitos e democracia! Dória sai, fica aposentadoria!
    Por Laura Cymbalista e Maria Aparecida Freitas Sales, educadoras da rede municipal de São Paulo e diretoras do SINPEEM. Em greve desde 08 de março! No último 08 de março ocupamos às ruas para combater o machismo, o racismo e a violência. Ocupamos para dizer que nossas vidas e nossos corpos não tem dono. Nem patrões, […]

%d blogueiros gostam disto: