Perda Salarial dos professores de Osasco-SP

14 de maio de 2013 at 1:54 pm Deixe um comentário

Postado: Sinpemor – Intersindical

Desde 1998 com a publicação da Emenda Constitucional 14/96 que instituiu o FUNDEF e posteriormente com a Emenda Constitucional 53/06 instituindo o FUNDEB, a educação pública no Brasil passa ter uma verba vinculada com objetivo de se investir na qualidade de ensino. Anualmente o governo federal divulga o valor por aluno e determina que no mínimo 60% deste montante sejam destinados a valorização do magistério, com REPOSIÇÃO SALARIAL, pois entende que a busca da qualidade perpassa por professores satisfeitos e bem remunerados. A partir de 2008 com a promulgação da Lei 11.738/08 institui-se no Brasil o Piso Nacional do Salário do Professor cujo índice de reajuste deve acontecer em janeiro de cada ano e de acordo com o índice de crescimento do valor aluno determinado pelo FUNDEB. Desde 1998 não há justificativa de gestores públicos deixarem de fazer as reposições salariais, pois há dinheiro e há a obrigatoriedade. No entanto, em Osasco os professores vêm acumulando perdas que extrapolam o limite da legalidade. Este documento é fruto de um estudo minucioso feito pelo SINPEMOR, uma retrospectiva a partir de 2002, apontando o índice da inflação acumulada, o valor aluno do FUNDEB e as vergonhosas reposições salariais que tivemos ao longo destes anos. Vamos mostrar o quanto os gestores, desta cidade, ao longo destes anos, têm descumprido determinações legais e achatado o salário do professor, com anuência dos vários vereadores desta cidade que se mostram cúmplices no descumprimento de determinações constitucionais. Entre os anos de 2002 a 2012 a inflação do período (Gráfico 1)atingiu o patamar de RS 101, 23 %, o valor aluno foi reajustado em 539% e apesar da inflação e do aumento do repasse do FUNDEB (Gráfico 2) o professor de Osasco teve como reajuste em torno de 40% (Gráfico 3), saindo de um salário de R$ 716,30 em 2002 para os amargos R$ 1003,80 em 2013, só de inflação temos uma perda que chega a casa de 61,23% e nem um aumento real de salário há mais de 20 anos. Agora, vem o governo anunciar 6% de reajuste. Que reajuste?

 

945769_447436525348175_1643532463_n

310210_447436555348172_1138614465_n

971081_447436545348173_1637217609_n

Anúncios

Entry filed under: Educação, Osasco. Tags: .

4º Congresso Nacional do PSOL será no Distrito Federal. Confira regulamento aprovado pelo Diretório Nacional Deputados: NÃO à terceirização sem limite (PL 4.330/2004)

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Trackback this post  |  Subscribe to the comments via RSS Feed


RSS PSOL São Paulo

  • PSOL ingressa com ação de inconstitucionalidade da lei anti-pichação de Doria
    PSOL INGRESSA COM AÇÃO DE INCONSTITUCIONALIDADE DA LEI ANTI-PICHAÇÃO DE DÓRIA O PSOL São Paulo ingressou na tarde desta quarta-feira, dia 08 de março, com uma Ação Direta de Inconstitucionalidade no Tribunal de Justiça de São Paulo questionando a Lei Municipal n° 16.612/2017, que instituiu o “Programa de Combate às Pichações” na capital. Aprovada pelo […] […]
  • Nota de repúdio à violência policial que reprimiu ato pacífico na USP
    O PSOL repudia a ação da Polícia Militar que reprimiu violentamente uma manifestação pacífica que ocorria hoje, dia 7 de março de 2017, em frente ao prédio da reitoria da Universidade de São Paulo (USP), em função da pauta bomba que seria discutida no Conselho Universitário (CO). Esta reunião do CO tinha como pauta aprovar […]
  • Projeto de pontos de cultura de São Carlos é interrompido unilateralmente pelo MINC: anúncio de um desmonte estadual em São Paulo
    Por Djalma Nery Com a tendência a entender cultura como entretenimento e eventos pontuais, políticas públicas processuais e de fomento prolongado a determinadas linguagens e manifestações artísticas tem se tornado cada vez mais escassas no orçamento público. As escolhas da atual gestão do Ministério da Cultura apontam para um possível desmonte de políticas p […]
  • A Máquina do Tempo
    Por Manoel Francisco Filho Aprendi com Neil deGrasse Tyson que segundo teoria de Albert Aistein seria possível uma curva no tempo e espaço em algum lugar do Universo, haveria possibilidade de proporcionar um portal para outra dimensão. Nunca fui muito bom em Física, abandonei o curso de Processo de Produção no terceiro semestre, esta ignorância […]
  • Desemprego no Brasil é maior entre negras e negros
    Por Joselicio Junior O estudo feito pelo IBGE, divulgado no último dia 23 de fevereiro, sobre a taxa de desemprego no último trimestre de 2016, demonstram como população negra é a mais atingida nos momentos de crise econômica. Segundo os dados, o ano passado fechou com uma taxa média de desemprego de 12%, porém para […]

%d blogueiros gostam disto: