Castilho faz a diferença no debate da TV Cidade e defende o Bilhete Único, a Saúde e os Servidores Públicos

8 de setembro de 2012 at 10:03 am Deixe um comentário

Artigo: Viviane Saladino

Foto: Carlos Roberto kaká

DSC04285DEBATE TVCIDADENET -  2 SeT 2012

Alexandre Castilho PSOL- Reinaldo Mota- PMN – Celso Giglio PSDB – Délbio Teruel PTB -Osvaldo Verginio – PSD, Jorge Lapas PT

Certo de sua convicção que OSASCO pode ser diferente, basta, ser governado por pessoas que realmente fazem a diferença, o candidato ALEXANDRE CASTILHO 50, mais uma vez mostrou aos eleitores como partidos se revezam no poder para atender os interesses de grupos políticos dominantes e não o da população.

No debate promovido pela TV CIDADE, nesta segunda feira,dia 03 onde estiveram presentes todos os candidatos a prefeitura de OSASCO, NOSSO MENINO 50, na sua postura firme e com dados concretos, lembrou a todos os eleitores das promessas não cumpridas.

LEMBRANÇAS DAS PROMESSAS SOBRE O TRANSPORTE PÚBLICO

No embate com o candidato Lapas, atual candidato pelo PT, após a condenação e renúncia do João Paulo, ALEXANDRE CASTILHO 50, questionou fortemente:

Porque o que não foi feito 8 anos de mandatado seria realizado agora?

A cidade de Osasco sofre com a falta de condições no transporte público e sofre ainda mais com os valores elevados. Imagine só, para uma pessoa que mora na zona norte ir visitar seu parente que mora na zona sul, ela gastará no mínimo R$12,00.

O governo do PT, nas suas duas gestões, prometeu que implantariam o bilhete único. Isso significaria que a população teria parte dos seus direitos defendidos. Mas nada foi feito.

ALEXANDRE CASTILHO 50, cobrou de Lapas uma posição, mas a resposta do candidato do PT, só poderia ser uma, não fez e não fará. Considerou que o bilhete único NÃO tão importante para a população.

MAIS UMA LEMBRANÇA: PORQUE FALTA DE AÇÃO DOS CANDIDATOS?

ALEXANDRE CASTILHO 50 questionou que precisava ter coragem para implantar o bilhete único.

Mas porque coragem?

Coragem, porque aqueles que não estão preocupados com a cidade, com a população, para ganharem uma eleição, fazem qualquer coisa. Ou seja, eles aceitam dinheiro de grupos que mais tarde cobrarão.

O bilhete único, não foi implantado, porque as empresas de ônibus que estão em OSASCO contribuíram nas duas campanhas. AÍ quem deve, tem que pagar.

E o PT, está pagando. NÃO enfrenta as empresas para implantar o bilhete único.

ALEXANDRE CASTILHO 50, pergunta: SERÁ DIFERENTE AGORA?

Realmente esse candidato que de última hora, colocado para ocupar o cargo de alguém que já foi condenado por corrupção, o ex candidato do PT JOÃOPAULO, é diferente dos anteriores?

ALEXANDRE CASTILHO 50 mostrou que não. PORQUE o mesmo PT que recebeu, recebe dinheiro nessa campanha também.

LEMBRANÇA: DE ONDE VEM O DINHEIRO DO PSOL?

ALEXANDRE CASTILHO 50 mostrou porque o PSOL é diferente.

Nosso partido 50, não recebe dinheiro de empresas que cobrarão no futuro.

Também por isso não saímos com grandes carros de sons pela cidade, nem distribuímos brindes, porque somos um partido de pessoas que QUEREM fazer a diferença.

Que não se deixam enganar que todo político é ladrão.

CASTILHO mostrou que SOMENTE o PSOL pode ser diferente, porque o dinheiro que ele recebe É SEU, DA POPULAÇÃO.

AÍ, quem vai cobrar?

VOCÊ população. SOMENTE a população poderá cobrar ações que a beneficiem.

Mas as lembranças de CASTILHO não param por aí.

Com boa memória, Alexandre CASTILHO, lembrou ao CELSO GIGLIO que durante seu mandato os servidores não tiveram grande perda de valorização salarial,

PERGUNTOU: Como podemos valorizar um servidor público, se nos 12 anos de mandato (8 seus e mais 4 do seu candidato indicado) eles não ganharam aumento equiparado com a inflação?

Questionou mais ainda, O PLANO DE CARREIRA, aconteceu no seu mandato?

Você que é servidor público, tem essa resposta na ponta da língua.

NÃO, não teve aumento de salário, não teve plano de carreira, nas gestões do ex-prefeito Celso Giglio.

Mas, ALEXANDRE CASTILHO 50, realmente ficou sem entender porque Celso Giglio respondeu que durante seu mandato os servidores foram reconhecidos, que seu salário foi reajustado corretamente e o plano de carreira foi implantado.

LEMBRANÇAS SOBRE O QUE PODE DAR CERTO – CONSELHO POPULARES

ALEXANDRE CASTILHO 50, mostrou uma das principais propostas do PSOL, os CONSELHOS POPULARES.

Os conselhos populares se constituirão da seguinte forma:

Primeiro as pessoas do bairro se reúnem e discutem os principais problemas. Depois elegem UM representante.

Esse representante se reúne com outros representantes de outros bairros e discutem os problemas.

Depois esses representantes levarão a prefeitura os problemas.

Cabe a prefeitura resolver esses problemas e dar soluções, discutindo com os representantes diretos da população as prioridades. A população cobrará as ações da prefeitura.

ALEXANDRE CASTILHO 50 mostrou como uma população se organiza para cobrar da prefeitura que os SEUS PROBLEMAS sejam resolvidos.

Mais uma vez, de forma brilhante, ALEXANDRE CASTILHO, foi o único que teve coragem do mostrar aos eleitores que os demais candidatos não têm nada de diferente de tudo que está aí.

Anúncios

Entry filed under: Osasco, Política, Raça. Tags: , .

Contribua com a campanha – Faça sua Doação! Excluídos se manifestam nas ruas no 7 de Setembro – Dia da Independência

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Trackback this post  |  Subscribe to the comments via RSS Feed


RSS PSOL São Paulo

  • PSOL ingressa com ação de inconstitucionalidade da lei anti-pichação de Doria
    PSOL INGRESSA COM AÇÃO DE INCONSTITUCIONALIDADE DA LEI ANTI-PICHAÇÃO DE DÓRIA O PSOL São Paulo ingressou na tarde desta quarta-feira, dia 08 de março, com uma Ação Direta de Inconstitucionalidade no Tribunal de Justiça de São Paulo questionando a Lei Municipal n° 16.612/2017, que instituiu o “Programa de Combate às Pichações” na capital. Aprovada pelo […] […]
  • Nota de repúdio à violência policial que reprimiu ato pacífico na USP
    O PSOL repudia a ação da Polícia Militar que reprimiu violentamente uma manifestação pacífica que ocorria hoje, dia 7 de março de 2017, em frente ao prédio da reitoria da Universidade de São Paulo (USP), em função da pauta bomba que seria discutida no Conselho Universitário (CO). Esta reunião do CO tinha como pauta aprovar […]
  • Projeto de pontos de cultura de São Carlos é interrompido unilateralmente pelo MINC: anúncio de um desmonte estadual em São Paulo
    Por Djalma Nery Com a tendência a entender cultura como entretenimento e eventos pontuais, políticas públicas processuais e de fomento prolongado a determinadas linguagens e manifestações artísticas tem se tornado cada vez mais escassas no orçamento público. As escolhas da atual gestão do Ministério da Cultura apontam para um possível desmonte de políticas p […]
  • A Máquina do Tempo
    Por Manoel Francisco Filho Aprendi com Neil deGrasse Tyson que segundo teoria de Albert Aistein seria possível uma curva no tempo e espaço em algum lugar do Universo, haveria possibilidade de proporcionar um portal para outra dimensão. Nunca fui muito bom em Física, abandonei o curso de Processo de Produção no terceiro semestre, esta ignorância […]
  • Desemprego no Brasil é maior entre negras e negros
    Por Joselicio Junior O estudo feito pelo IBGE, divulgado no último dia 23 de fevereiro, sobre a taxa de desemprego no último trimestre de 2016, demonstram como população negra é a mais atingida nos momentos de crise econômica. Segundo os dados, o ano passado fechou com uma taxa média de desemprego de 12%, porém para […]

%d blogueiros gostam disto: