Bancários – Campanha Salarial 2012: Conferência aprova 10,25% de reajuste

23 de julho de 2012 at 9:14 pm Deixe um comentário

Os 629 delegados de todo o país que participaram da 14ª Conferência Nacional dos Bancários, realizada em Curitiba, em sua maioria aprovaram a pauta de reivindicações da Campanha 2012, que inclui reajuste de 10,25% (inflação mais 5% de aumento real), piso igual ao salário mínimo do Dieese (R$ 2.416), PLR equivalente a três salários mais R$ 4.961,25 fixos, além de mais contratações e fim da rotatividade, fim das metas abusivas e combate ao assédio moral. A pauta de reivindicações será entregue à Fenaban no dia 1º de agosto. E já estão marcadas as duas primeiras rodadas de negociação, nos dias 7 e 8 e 15 e 16/08.

É bom salientar que: os bancários da Intersindical, da qual o Sindicato dos Bancários de Santos e Região faz parte, defendeu o índice de 18,72%, que englobava a inflação projetada do ICV de 6,54% + as perdas salariais de set. 94 até hoje de 6,13% registradas pelo IC do Dieese + 5% de produtividade, mas a maioria optou pelo índice acima de 10,25%. 

As principais reivindicações:

>> Reajuste salarial de 10,25%

>> PLR de três salários mais R$ 4.961,25 fixos

>> Piso da categoria equivalente ao salário mínimo do Dieese (R$ 2.416,38)

>> Plano de Cargos, Carreiras e Salários (PCCS) para todos os bancários

>> Auxílio-educação para graduação e pós-graduação

>> Auxílio-refeição e vale-alimentação, cada um igual ao salário mínimo nacional (R$ 622,00)

>> Emprego: aumentar as contratações, acabar com a rotatividade, fim das terceirizações, aprovação da Convenção 158 da OIT (que inibe demissões imotivadas) e ampliação da inclusão bancária

>> Cumprimento da jornada de 6 horas para todos

>> Fim das metas e combate ao assédio moral para preservar a saúde dos bancários

>> Mais segurança nas agências e postos bancários

>> Previdência complementar para todos os trabalhadores

TERCEIRIZAÇÃO

Os bancários da Intersindical e a diretoria do Sindicato dos Bancários de Santos e Região, diferente de muitos outros, repudiaram os serviços terceirizados como os correspondentes bancários. Por entender que estes serviços precarizam o trabalho, com arrocho salarial, perdas de direitos e benefícios, além de serem responsáveis pela demissão em massa da categoria. 

Na década de 70, eram 850 mil bancários, apesar de hoje o sistema financeiro abrigar cerca de 1.000.000 de trabalhadores apenas 400 mil continuam como bancários. O restante foi demitido dos bancos, perdeu os direitos e teve o salário arrochado ao serem reutilizados como terceirizados para fazer o mesmo serviço.

Fonte:

Imprensa SEEB Santos e Região

Anúncios

Entry filed under: Movimento Sindical. Tags: , .

"Os países sem memória são anêmicos e conformistas" Campanha PSOL Osasco

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Trackback this post  |  Subscribe to the comments via RSS Feed


RSS PSOL São Paulo

  • PSOL ingressa com ação de inconstitucionalidade da lei anti-pichação de Doria
    PSOL INGRESSA COM AÇÃO DE INCONSTITUCIONALIDADE DA LEI ANTI-PICHAÇÃO DE DÓRIA O PSOL São Paulo ingressou na tarde desta quarta-feira, dia 08 de março, com uma Ação Direta de Inconstitucionalidade no Tribunal de Justiça de São Paulo questionando a Lei Municipal n° 16.612/2017, que instituiu o “Programa de Combate às Pichações” na capital. Aprovada pelo […] […]
  • Nota de repúdio à violência policial que reprimiu ato pacífico na USP
    O PSOL repudia a ação da Polícia Militar que reprimiu violentamente uma manifestação pacífica que ocorria hoje, dia 7 de março de 2017, em frente ao prédio da reitoria da Universidade de São Paulo (USP), em função da pauta bomba que seria discutida no Conselho Universitário (CO). Esta reunião do CO tinha como pauta aprovar […]
  • Projeto de pontos de cultura de São Carlos é interrompido unilateralmente pelo MINC: anúncio de um desmonte estadual em São Paulo
    Por Djalma Nery Com a tendência a entender cultura como entretenimento e eventos pontuais, políticas públicas processuais e de fomento prolongado a determinadas linguagens e manifestações artísticas tem se tornado cada vez mais escassas no orçamento público. As escolhas da atual gestão do Ministério da Cultura apontam para um possível desmonte de políticas p […]
  • A Máquina do Tempo
    Por Manoel Francisco Filho Aprendi com Neil deGrasse Tyson que segundo teoria de Albert Aistein seria possível uma curva no tempo e espaço em algum lugar do Universo, haveria possibilidade de proporcionar um portal para outra dimensão. Nunca fui muito bom em Física, abandonei o curso de Processo de Produção no terceiro semestre, esta ignorância […]
  • Desemprego no Brasil é maior entre negras e negros
    Por Joselicio Junior O estudo feito pelo IBGE, divulgado no último dia 23 de fevereiro, sobre a taxa de desemprego no último trimestre de 2016, demonstram como população negra é a mais atingida nos momentos de crise econômica. Segundo os dados, o ano passado fechou com uma taxa média de desemprego de 12%, porém para […]

%d blogueiros gostam disto: