Greve suspensa nos metalúrgicos de Niterói

16 de junho de 2012 at 9:31 pm Deixe um comentário

Em assembleia com cerca de mil trabalhadores, na tarde da sexta-feira, os metalúrgicos de Niterói decidiram pela suspensão da greve. A decisão foi tomada diante da possibilidade de recesso e de greve na justiça, das ameaças de julgamento da ilegalidade da greve por conta das manobras da direção do sindicato e do discurso do Sinaval (sindicato patronal) de que negociará com a suspensão da paralisação levaram a assembleia tomar essa decisão. A greve durou por longos dezesseis dias, com piquetes que iniciavam antes das 05h da manhã e retonavam no turno da noite, até 22h.

A categoria aprovou, ainda, um documento que será entregue ao Sinaval informando aos patrões da decisão dos trabalhadores, dando prazo de 72 horas para reabertura das negociações. A suspensão não significa o fim do movimento. A categoria mantém o estado de greve e fará nova assembleia na quinta-feira, dia 21/06 para avaliar o movimento.

Para José Batista Junior, diretor de base do sindicato, membro da oposição e da Comissão de greve eleita pelos trabalhadores, a decisão foi necessária, pois estava em curso uma ação da patronal e da direção majoritária do sindicato para derrotar política e economicamente a greve legitima e necessária dos trabalhadores.

“Não aceitaremos punições. A greve é um direito do trabalhador e ninguém pode ser punido pelo exercício de um direito constitucional. A assembleia votou que caso algum companheiro sofra qualquer tipo de punição ou constrangimento, os trabalhadores retomam a paralisação. Outra questão fundamental é a garantia de que não haverá desconto dos dias parados”, afirma Júnior, funcionário do estaleiro STX e liderança da greve.

“Gigante adormecido” acordou!

A categoria realizou a mais forte greve da última década. Fez isso enfrentando a intransigência dos patrões e também a total deserção do sindicato. Após perder a votação na assembleia do dia 30/06, o presidente do sindicato decretou a greve, mas se recusou a ir para as portas dos estaleiros e sequer participou das assembleias massivas que aconteceram em frente ao sindicato, todos os dias. Diante dessa situação, a base da categoria, juntamente com os setores que se organizam na oposição metalúrgica, garantiram os piquetes em todos os estaleiros paralisando, praticamente, toda a produção ou reparos de navios, plataformas de produção de petróleo e embarcações de apoio ao pré-sal.

Com a greve, o trabalhador demonstrou que não vai mais aceitar negociações de fachada. A greve foi uma reação legitima dos trabalhadores, votada por quase 2 mil trabalhadores em assembleia no dia 30, contra o salário arrochado, a superexploração, o assédio moral, o desrespeito e a humilhação sobre os trabalhadores. As condições de trabalho e de segurança são péssimas, levando ao adoecimento de muitos trabalhadores. “As empresas estão lucrando muito, os estaleiros estão abarrotados de encomendas de embarcações, a pressão por produção é insuportável e a produtividade só cresce. O recado da assembleia é claro: os trabalhadores querem negociar”, conclui Júnior.     

Por: Edson Carneiro Índio Intersindical

Veja as Fotos da greve dos Metalúrgicos que durou 17 dias sendo dirigida pelo comando de greve e a chapa 3 SOS Oposição Metalúrgica

Anúncios

Entry filed under: Movimento Sindical. Tags: .

Lançada campanha por uma Comissão da Verdade na USP Comissão da Verdade: avanços e limites

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Trackback this post  |  Subscribe to the comments via RSS Feed


RSS PSOL São Paulo

  • PSOL ingressa com ação de inconstitucionalidade da lei anti-pichação de Doria
    PSOL INGRESSA COM AÇÃO DE INCONSTITUCIONALIDADE DA LEI ANTI-PICHAÇÃO DE DÓRIA O PSOL São Paulo ingressou na tarde desta quarta-feira, dia 08 de março, com uma Ação Direta de Inconstitucionalidade no Tribunal de Justiça de São Paulo questionando a Lei Municipal n° 16.612/2017, que instituiu o “Programa de Combate às Pichações” na capital. Aprovada pelo […] […]
  • Nota de repúdio à violência policial que reprimiu ato pacífico na USP
    O PSOL repudia a ação da Polícia Militar que reprimiu violentamente uma manifestação pacífica que ocorria hoje, dia 7 de março de 2017, em frente ao prédio da reitoria da Universidade de São Paulo (USP), em função da pauta bomba que seria discutida no Conselho Universitário (CO). Esta reunião do CO tinha como pauta aprovar […]
  • Projeto de pontos de cultura de São Carlos é interrompido unilateralmente pelo MINC: anúncio de um desmonte estadual em São Paulo
    Por Djalma Nery Com a tendência a entender cultura como entretenimento e eventos pontuais, políticas públicas processuais e de fomento prolongado a determinadas linguagens e manifestações artísticas tem se tornado cada vez mais escassas no orçamento público. As escolhas da atual gestão do Ministério da Cultura apontam para um possível desmonte de políticas p […]
  • A Máquina do Tempo
    Por Manoel Francisco Filho Aprendi com Neil deGrasse Tyson que segundo teoria de Albert Aistein seria possível uma curva no tempo e espaço em algum lugar do Universo, haveria possibilidade de proporcionar um portal para outra dimensão. Nunca fui muito bom em Física, abandonei o curso de Processo de Produção no terceiro semestre, esta ignorância […]
  • Desemprego no Brasil é maior entre negras e negros
    Por Joselicio Junior O estudo feito pelo IBGE, divulgado no último dia 23 de fevereiro, sobre a taxa de desemprego no último trimestre de 2016, demonstram como população negra é a mais atingida nos momentos de crise econômica. Segundo os dados, o ano passado fechou com uma taxa média de desemprego de 12%, porém para […]

%d blogueiros gostam disto: